18 de janeiro de 2008

Como fazer em casa seu broto/germinado.





Depois de um longo período ibernando (364 dias exatamente), cá estou eu de volta com um novo artigo.

Bom, o nome do blog já diz: "Mungo Verde", que lembra... broto de feijão. Então, vamos lá explicar, de uma maneira bem simples e, principalmente, prática, após uma breve introdução, uma das técnicas de cultivar brotos em casa.

1 - Introdução

As sementes são verdadeiros acumuladores biológicos de energia, sob a forma de energia nutritiva e alimentar.

SEMENTES + ÁGUA: basta isso para que você aproveite o máximo de energia vital acumulada que será liverada nos brotos, essa energia é usada para estimular todos os processos biológicos de reprodução celular da planta. Assim, se nos alimentarmos desses brotos germinados, estaremos utilizado dessas reservas de energia nutritiva, que nunca irão reaparecer em concentração semelhante na vida posterior de uma planta.

2 - Vantagens do cultivo e consumo de brotos:

Enumero aqui algumas das vantagens de se cultivar e consumir brotos.

Primeira: aumento da quantidade de vitaminas e sais minerais, com a consequencia baixa do teor de amidos e óleos, "digeridos" durante o silencioso milagre da germinação;

Segunda: o sabor, Ah... o sabor... seja ele picante (dos brotos de mostarda, agrião e rabanete) ou o adocicado dos demais é, literalmente, um prato cheio;

Terceira: organismos mais delicados aceitarem maravilhosamente os pratos à base de brotos, ainda que as sementes que lhe deram origem sejam indigestas;

Quarta: ausência total de fermentação intestinal quando consumidos, por exemplo, brotos de feijão;

Quinta: ausência de terra, fertilizantes ou inseticidas para esta forma insólita de cultuvo;

Sexta: a facilidade de aproveitamento de todos os espaços domésticos para o cultivo;

Setima: o curto espaço de tempo que vai da "semeadura" ate a "colheita": não mais de uma semana.

3 - Material necessário:

a. Vidros de boca larga;

b. Tela fina de náilon, filó ou gaze de algodão esterilizada (para vedar a boca dos vidros), ou a própria tampa do vidro furada com metal fino e quente (por exemplo, prego, agulha, etc.) ou com uma furadeira elétrica;

c. Tira de borracha, elástico ou similar (para prender a tela/filó/gaze ao gargalo do vidro);

d. Travessas ou bacias grandes (para lavagem e seleção das sementes);

e. Peneiras ou coadores de diferentes tamanhos (para auxiliar na lavagem das sementes);

f. Escorredor/apoio para colocar os vidros (por exemplo, escorredor de pratos ou algo similar);

g. Panos grossos e limpos (para cobrir os vidros, impedindo assim, em parte, que penetre luz);

Todo o material utilizado para o cultivo de grãos deve permanecer impecavelmente limpo. O melhor é fervê-lo ou enxaguá-lo com água fervente após cada cultivo, para eviti a proliferação de bactérias.

Gazes de algodão não são ideais para o fechamento dos vidros, porque absorvem muita água e podem desenvolver mofo. Porém, desde que trocadas freqüentemente, também podem ser usadas.

4 - Escolha das sementes:

Toda a atenção é necessária na aquisição de sementes de boa qualidade biológica. As sementes para brotos deve ser, impreterivelmente, as de origem orgânica, sem defensivos ou agrotóxicos, completamente livres de tratamento químico, sobre o risco de intoxição de quem vai consumir os brotos.

Outro ponto importante e a qualidade das sementes. Evite usar sementes quebradas, murchas, doentes ou podres, carunchadas e com aspecto deformado pois, são suficientes apenas algumas sementes sem poder germinativo, dentro do vidro de cultivo, para influenciar negativamente as outras. Elas não se abrem, o seu amido começa a apodrecer e a fermentar, e o sabor dos brotos se estraga. Nesse ambiente, as bactérias e fungos podem proliferar.

Particularmente adquiro minhas sementes do Depósito Itapuã. Você pode pedir uma lista das sementes disponíveis pelo e-mail itapua@alfafa.com.br

5 - Água

A água é de vital importância para os brotos; por isso devemos usar a melhor possível para o seu cultivo, de preferência água mineral. Principalmente na fase inicial de absorção (período em que as sementes permanecem de molho), uma água bem pura é essencial. Para as lavagens (enxaguaduras) subseqüentes, pode-se então utilizar outra. Nos casos de dúvida sobre a sua qualidade, podemos usá-la fervida ou filtrada.

Costumo usar água usada para deixar de molho as sementes para regar minhas plantas pois esta contem muitas substâncias nutritivas. Só não deve ser usada por humanos pois contem muito fitato e oxalato (substancias anutricionais para nossa espécie).

6 - Temperatura

A temperatura ideal para germinação dos brotos é de + ou - 25ºC. Uma variação grande para menos ou para mais respectivamente atrasa ou acelera o seu desenvolvimento. Por isso é ideal deixar os vidros de cultivo em local freco como: em baixo da pia, em armários, caixa de isopor com ventilação ou mesmo contruindo um germinário (darei mais detalhes sobre como fazer um em outro artigo).

Em dias quentes os brotos precisam, sem falta, ser enxaguados e molhados mais freqüentemente.

7 - Luminosidade

Na natureza, as sementes germinam na semi-obscuridade da terra. Para criarmos condições semelhantes, os vidros de cultivo devem ser cobertos com um pano bem grosso ou colocados em ambientes onde não recebam muita luz como armários e caixas ventiladas, onde os brotos tenhma uma luz fraca e indireta.

8 - Circulação de ar

É imprescindível que a circulação de ar dentro do vidro de cultivo permaneça constante. Ao se cobrir o vidro, deve-se estar atento para não obstruir a sua boca, a fim de que o ar possa circular livremente em seu interior. Do mesmo modo, ao se colocar o vidro em uma caixa de isopor ou em um germinário, estes devem ser bem arejados.

Se os brotos se expandem muito dentro do vidro, é aconselhável lavá-los numa peneira ou coador, para que possam absorver melhor o ar de que necessitam. O mais indicado é usar uma quantidade de sementes compatível com o tamanho do vidro.

9 - Algumas regras para o sucesso do cultivo:

a. Os brotos devem ser mantidos úmidos e nunca encharcados;

b. Procurar manter uma temperatura média do ambiente em torno de 25°C;

c. Molhar regularmente os brotos, isto é, de preferência sempre nos mesmos horários e no mínimo duas vezes ao dia, em dias frios e três ou mais vezes em dias quentes;

d. Proporcionar espaço suficiente dentro dos vidros, para que os brotos possam se expandir livremente e ter o ar necessário;

e. 0 local para o cultivo deve ser tranqüilo, harmonioso, arejado e não muito iluminado.

10 - Algumas causas para o insucesso do cultivo:

a. Sementes de má qualidade biológica, velhas demais, machucadas, podres, quebradas ou armazenadas inadequadamente;

b. Sementes mantidas secas demais dentro do vidro.

c. Sementes mantidas úmidas demais ou tratadas quimicamente, o que leva ao apodrecimento fácil;

d. Temperatura ambiental baixa demais, impedindo a germinação;

e. Temperatura ambiental elevada demais.;

f. Excesso de luz sobre as sementes, causando fermentação;

g. Má qualidade da água;

h. Desenvolvimento de bactérias no interior do vidro ou na tela que o fecha;

i. Uso de sementes que tenham recebido radiação;

j. Recipientes metálicos geram óxidos que compromentem a germinação.

11 - Começando o platio

a. Pela noite, lave, em uma vasilha, 1 xícara de sementes da sua preferencia retirando as sementes que estão estragadas que sobrenadam, juntamente com outras pequenas "sujeiras" (pedaços de sementes, pedaços de folhas, de cascas, etc);

b. Coloque as sementes lavadas em um vidro de boca larga e complete com 5 xícaras de água
(mineral, de preferência);

c. Deixe as sementes de molho nessa água umas 12 horas, da noite para o dia seguinte;

d. Após 12 horas fazer nova limpeza, retirando os eventuais grãos que não estejam sadios, que sobrenadam ou que não incharam, e escorrer a água do molho (que poderá ser aproveitada para regas de plantas);

e. Fechar a boca do vidro com um pedaço de tela/filó/gaze, prenden-do-a no gargalo com uma tira de borracha, elástico ou algo similar ou com a própria tampa do vidro, furada;

f. Colocar o vidro em posição inclinada, de modo a escorrer o excesso de água (por exemplo, sobre um escorredor de talheres). Coloque o vidro dentro de um germinário ou cobri-lo com um pano grosso, deixando porém a boca do vidro livre para que o ar circule;

g. À tarde e à noite no inverno (ou pela manhã, à tarde e à noite no verão), enxaguar as sementes, colocando água no interior do vidro e agitando-o bem e em seguida fazê-la escorrer novamente, recolocando o frasco de volta ao local anterior;

h. Quando o broto atingirem pelo menos o tamanho das sementes, ele já poderão ser utilizado, não devendo ultrapassar muito este ponto.

12 - Retirando a casca para consumo:

Comer algumas casquas da sementes germinadas não faz mau para ninguem, mas todas as cascas de uma produção pode gerar problemas. Recomenda-se retirar as cascas dos germinados, antes de usa-los, pois estas são ricas em celulose e outras substancias anutricionais e não são digeridas com facilidade pelo organismo humano.

Retirar uma por uma dos germinados é praticamente impossível então: temos três opções para remover a casca das sementes antes de consumir.

A primeira é: após o molho de + ou - 12 horas, coloque as sementes em uma bacia e vá passando-as entre os dedos. As cascas vão se soltando totalmente.

A segunda é uma variação da primeira: logo que apareça o ponto germinativo na semente (o narizinho), retire as sementes do vidro de cultivo e, sobre uma vasilha, esfregue-os delicadamente entre as mãos para que a casca se solte da semente. Alguns pontos germinativos irão se quebrar mas, se essa operação for feita sim que os mesmo apareçam, eles iram crescer normalmente.

A terceira maneira, a que eu uso é: coloque os brotos dentro de uma vasilha funda com água até a boca; faço um rodamoinho com os dedos/colher; espero a água parar; as cascas ficam quase todas no centro boiando ou no fundo; aí "pesca-se" as cascas que boiam, retira-se os brotos e, logo em seguida, as cascas dos fundo. Repita esse processo de 2 a 3 vezes.

13 - Algumas dicas:

a. As sementes crescem muito quanto se transformam em brotos. Com exemplos: 1 xícara de sementes de girassol rende 3 xícaras de brotos. 1 xícara de feijão rende 8 xícaras de brotos;

b. A quantidade e a freqüência com que os brotos devem ser consumidos variam de indivíduo para indivíduo. Com a prática do dia-a-dia você vai aprendendo a dosar suas necessidades sementes;

c. Os germinados produzidos deveriam ser consumidos o mais breve possível. Se precisar guardar uma quantidade na geladeira, coloque em uma vasilha e mantenha-os na gaveta de baixo cobertos com um pano úmido para que durem mais;

d. Depois de germinados, alguns brotos podem ser expostos por poucas horas à luz natural indireta, para que formem clorofila;

e. Antes de comê-los ou cozinhá-los, lave-os com água em abundância para retirar os resíduos metabólicos. Eles podem causar gases. Caso você tenha usado a 3ª técnica para retirar as cascas das sementes, você não vai precisar lava-os novamente;

f. Os sabores dos brotos não são primores para satisfazer nenhum gourmet, mas eles são tão saudáveis que uma dieta à base de brotos pode melhorar e muito a sua saúde. Se você ainda não está acostumado(a) aos sabores dos brotos, enriqueça a comida do dia a dia ou a salada. Alguns têm gostos mais picantes, outros mais amenos.

g. Lembre-se que todo alimento cozido perde as enzimas que ajudam na digestão, assim como boa parte da energia vital. Prefira comer os brotos crus ou misturados com cozidos;

14 - Uma breve classificação dos brotos:

Aqui estão ordenadas as sementes de acordo com seus hábitos de germinação. Vamos lá:

a. Sementes pequenas: alfafa, mostarda, gergelim, painço, amaranto, couve-rábano, etc.
Todas elas crescem rápido, possuem aroma limpo e marcante através do qual estimulam o organismo. Com exceção da alfafa, que tem sabor mais suave, todos os outros brotos
são de preferência complementos para sopas, saladas e "mexidos".

b. Cereais: trigo, arroz, centeio, cevada, milho, aveia.
Geralmente em 2 dias já soltam o germe e a raiz, e esses brotos deveriam ser usados apenas bem jovens, tenros e enquanto o germe e as raízes não são muito mais longos que o próprio grão. Possuem um sabor suave e doce e complementam qualquer prato, principalmente saladas.

c. Leguminosas de casca mole: lentilha, feijâo-mung (moyashi), feijão-azuki.
Fáceis de cultivar, até mesmo em grande quantidade. Também complementam pratos ou saladas.

d. Leguminosas de casca dura: grão-de-bico, ervilha, soja amarela.
São geralmente brotos muito nutritivos.

e. Sementes produtoras de muco: agrião, linhaça, rúcula.
Durante o período de molho, elas formam uma substância mucosa e pegajosa. Crescem melhor sobre uma superfície úmida (pano de algodão, papel-de-filtro, etc). Têm sabor forte e picante.

f. Sementes de casca indigesta: girassol, trigo-mourisco ou trigo sarraceno, abóbora, amêndoa. Após a germinação, as cascas devem ser retiradas.

15 - Finalizando:

Esse não é nenhum tratado de germinação de sementes para consumo humano, nem pretende ser a exposição da técnica "correta" pois existem outras tantas técnicas de cultivo de brotos, simples e práticas também como: cultivo em vasos, peneiras, coadores, saquinhos de filó, tubos de plástico, tabuleiros, potes e ate em pratos, que dão tão certo quanto essa.

Cabe a quem for utilizar fazer suas adpatações e correções na técnica.

Caso queira me enviar suas correções e seus resultados, ficarei muito satisfeito em poder comentar e ajudar.

16 - Fontes:
- Os Brotos - Nakayama, Akira - Editora Gaia - 1984
- Plantas que ajudam o homem, Guia párico para a época atual - Dr. José Caribé e Dr José Maria Campos (Clemente) - Editora Cultrix/Pensamento - 8ª edição - 1991
- Experiência própria

162 comentários:

Neide Rigo disse...

Neco, espero que volte com tudo. Pelo visto, já o fez. Adorei saber tudo isto sobre brotos. Publiquei no COME-SE recentemente sobre brotos de feno-grego. Uma delicia. Mas seu texto está super completo. Parabéns. N

ivone cogo disse...

ACHEI SUPER INTERESSANTE E PODERÁ SER UMA FONTE DE RENDA E DE UTILIZAÇÃO DO TEMPO LIVRE.
QUERO SABER MAIS SOBRE FORMAS DE CULTIVO E, COM CERTEZA, INICIAREI MINHAS PRIMEIRAS EXPERIÊNCIAS E ESTAREI RELATANDO AQUI, INCLUSIVE COM POSSÍVEIS INOVAÇÕES.

Luana disse...

Achei o que estava procurando...por enquanto, deu para responder as minhas perguntas sobre o assunto. Me deu até inspiração para continuar com o projeto...rs. Tenho um quintal relativamente grande, irei começar, em breve, a minha horta...quero poder trocar informações com você!

ivone cogo disse...

BOM DIA LUANA.
TEMOS QUE SER GUERREIRAS E TENTAR SEMPRE, UM DIA DÁ CERTO.
MEUS BROTOS DE ALFAFA GERMINADOS EM ESCORREDORES DEU MUITO CERTO. É FACIL DE CUIDAR E FICAM DELICIOSOS, ESTOU MOLHANDO 3 VEZES AO DIA.
TENTEI O PAINÇO, NÃO DEU CERTO, ALEM DE CUSTAR MUITO PRA GERMINAR, OS POUCOS QUE VINGARAM FICARAM DUROS E AMARGOS. PLANTEI NA TERRA PRA VER SE DÁ CERTO.
O GIRASSOL DEU MUITO MELHOR NA TERRA, FIVA MAIS FÁCIL DE COLHER PORQUE VC CORTA O BROTO E DEIXA A RAIZ NA TERRA E A CASCA TBM SAI MAIS FÁCIL E TBM FIVA MAIS GOSTOSO.
TENTEI TBM, NO ESCOREDOR, COM A LINHAÇA, NÃO DEU CERTO, FICOU COM MAU CHEIRO. PLANTEI NA TERRA E JÁ ESTÁ BROTANDO.
A LENTILHA, NO ESCORREDOR DÁ MUITO CERTO E FICA GOSTOSA.
VC SABE QUAL O TIPO DE FEIJÃO QUE É MAIS FÁCIL DE GERMINAR?
É ISSO AÍ. VAMOS EM FRENTE.
IVONE

Cariana Maluca disse...

Oi, tenho cultivado brotos em vidro já há algum tempo, gostei muito das suas dicas, acrescentou muito ao que já havia lido antes. Estou com uma dúvida, não sei se vc ou alguém do blog saberia me responder. Minha última leva de brotos de feijão mungo ficou com raízes enormes (acho que é porque das outras vezes eu havia plantado no inverno e agora estava mais quentinho). Pode comer a raíz sem susto? Abraços.

ivone cogo disse...

Luana, comprei a semente certa do feijão e cultivei em uma grande vasilha com um pano de algodão, molhando 2 vezes por dia.
ficou ótimo. a raiz é comestível, sem problemas.

GREICE REBOUÇAS disse...

OLÁ ME CHAMO GREICE,QUERO COMEÇAR A CONSUMIR BROTOS DE FEIJÃO.PARA CULTIVÁ-LOS EM CASA, PODE SER O FEIJÃO COMUM, QUE COMPRAMOS NO SUPERMERCADO?

GREICE REBOUÇAS
SALVADOR-BA

milk disse...

meu nome e alexandre sou de ourinhos(int. sp)
opa...muito obrigado meu querido... pela apresentacao ao cultivo das sementes para obtencao de brotos...

eu gostaia de saber qual e o tamanho ideal para o consumo das sementes de mostarda..

e c possivel e talzs c vc sabe de algum artigo, ou how make cultivo caseiro de shimeji...



vlw abs

Fabio disse...

Ola.
Estou produzindo brotos pela primeira vez.
Fia de lantilha, trigo, cevadinha e girasol, todos estao germinando.
Mas como faço para esteriliza-los antes do consumo? Para retirar as possíveis bacterias?
Obrigado

Neco Torquato disse...

Obrigado a todos pelos elogios. Fico contente que tenham gostado.
Greice, os únicos feijões recomendados para fazer broto são soja, mungo verde (moiashi) e o azuki. As outras variedades se tornam meio indigestas após a germinação podendo causar inclusive intoxicações em pessoas mais sensíveis.
Alexandre, geralmente se consome os germinados quando eles estão com o dobro ou triplo (p/a sementes muito pequenas como a mostarda) do tamanho da semente
Fabio, eu costumo come-los crus mesmo sem problema algum. Se vc quiser, coloque um pouco de brotos em um coador de plástico e jogue água fervente sobre os mesmo.

Fabio disse...

Fiz alguns brotos aqui em casa.
Sao eles de lentilha, trigo e girassol. Já faz 1 semana que germinaram, sera que podem ser consumidos ainda?
Obrigado.

Neco Torquato disse...

Fábio, depois dos brotos terem adquirido o tamanho ideal, vc pode guarda-los na geladeira para consumo por +ou- uma semana.

Fabio disse...

Obrigado pelas dicas Neco.
Mas como sei o tamanho ideal do broto para o consumo?
Obrigado por mais esta.

Neco Torquato disse...

Fabio, geralmente é quando as raizes alcançam o dobro ou até o triplo do tamanho a semente. Só os feijões (mungo e azuki) devem ter as raizes de +ou- 2cm.

Miriam disse...

Olá Neco,

Gostaria de produzir broto de feijão para consumo, vc poderia me indicar ondomprar sementes em Itajubá. Grata. Miriam

Neco Torquato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

amigo,vc poderia passar o link de como fazer um germinador caseiro ?
por favor
obrigado pela atenção

Neco Torquato disse...

Amigo, Fiz um germinador dia desses e estou fazendo alguns testes com ele. Assim q estiver funcionando perfeitamente eu coloco as dicas aqui, ok? Inté

Lariten disse...

Ola..adorei toda a explicação. Porém gostaria de saber qual é o tempo máximo que posso deixar o broto crescer para que possa ser consumido?

Lariten disse...

Ah...só mais uma pergunta...ele pode ser consumido quando as folhinhas ja começaram a nascer?
Muito Obrigada

Neco Torquato disse...

Oi Lariten,
Obrigado pela visita!
Qto as suas perguntas: se você quer comer os germinados quando o narizinho da semente (brotação) atingirem pelo menos o tamanho das sementes, ele já poderão ser utilizado. A grande maioria das sementes é consumida assim.
Já no caso dos brotos (alfafa, mungo-verde, etc), vc deve esperar até a raiz ficar 3x ou 4x maior que a semente, ai vc pode consumir.
Inté!

disse...

oi,
que bom que eu encontrei a sua "receita" de como germinar sementes para uso humano. Só tenho uma dúvida. Apesar dos meus cuidados, observo que os mosquitinhos começam a rondar os vidros com as sementes. Que fazer?
Vc me ajuda? Tem alguma dica?
Helena

Neco Torquato disse...

Oi ,

Para vc evitar as moscas, basta usar um tule ou filó sobre os brotos.

Inté!

Dia D - ATchImVISMO disse...

parece um resumo de um dos capitulos do livro "lugar de medico é na cozinha", autor dr. alberto peribanez gonzalez. vc leu este livro? se não leu é provável que goste. ;)

Neco Torquato Villela disse...

Oi Dia D,

Na realidade é um conjunto de resumo dos dois livros que cito como fontes e de experiencie pessoal.
Tenho o livro do Dr Alberto, realmente ele é muito bom. Talvez o Dr Alberto também tenha usado as mesmas fontes que eu. :)

Obrigado pela dica!

Inté!

Ana Célia disse...

Olá Neco,

Muito instrutivas suas dicas... vou usá-las... Ficou uma dúvida: não coloca nada no recipiente como base para a germinação, como algodão ou gaze, por exemplo?
Obrigada,
Ana

ivone cogo disse...

NÃO SEI QUEM PODE ME RESPONDER, TALVEZ O NECO.
ONDE SE CONSEGUE SEMENTES DE RABANETE, RUCULA, ENTRE OUTRAS. EU SÓ CONSIGO FEIJÃO GIRASSOL E ALFAFA. AS QUE VÊM NOS SAQUINHOS COMO HORTALIÇAS, TEM AGROTÓXICO. COMO VCS CONSEGUEM COMPRAR SEM AGROTÓXICO? EU MORO EM BRASILIA, MAS SE CONSEGUIR ALGUM ENDERÊÇO OU TELEFONE OTIMO. OBRIGADO. IVONE COGO

Neco Torquato Villela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ivone cogo disse...

NECO, OBRIGADO PELA SUA ATENÇÃO. VOPU ENTRAR NO SITE PRA VER SE EU CONSIGO ADQUIRIR AS SEMENTES.ABÇ. IVONE

Ana Célia disse...

Valeu, Neco!
Agora me diz mais uma coisinha (e não sei se vai parar por aqui! rs...): qual a proporção de sementes que devo utilizar? (imagino que dependa do tamanho do recipiente, mas se vc puder me dar uma, luz, agradeço). E mais: já entrei em contato com o pessoal do Paraná, aí, outra dúvida: Qual qtidade comprar? As sementes estragam com facilidade? Qual a duração delas?
Mais uma vez obrigada pela sua paciência com leigos tão leigos quanto eu!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Ana, pode perguntar o qto quiser.
Vamos lá: a quantidade q vc coloca para germinar vai depender do tipo da semente, do tamanho do vidro e de quanto você comer. Para sementes grandes (mungo-verde por exemplo) eu costumo colocou 3 colheres de sopa em um vidro de azeitona grande. Para sementes pequenas (tipo alfafa) 1 colher de sopa em um vidro de palmito. Mais essa quantidade vc vai dosando até acertar a sua, ok?!
Já quanto pedido de sementes, eu compro de 300 gramas a 1/2kg por vez justamente para não correr o risco de perder as sementes e porque rende muito broto.

Inté!

luziacrespo disse...

Neco, muito obrigada pelas informações. Amo plantar e estou começando um processo de reeducação alimentar; e os brotos entram como opção em minha salada.
Com suas preciosas ditas, acredito, que conseguirei, produzir meus brotinhos.
Dúvidas... lhe aperreio.
Até..................Luzia Crespo, Manaus

Neco Torquato Villela disse...

Oi Luzia,
Qqr dúvida, estamos aí, ok?

Inté!

cmclop disse...

Ola!
Consegui fazer o broto de feijao azuqui e ele ja esta bastante crescidinho com raizes e folhas.
Existe um tempo limite para poder consumi-lo?
Ja os brotos de girassol, germinando-os no ar, obsevei o escurecimento das raizes, entao transferi para a terra.
Minha dica: os brotos de girassol sao deliciosos e vao muito bem em pratos variados.
Abracos e obrigado!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Cmclop,

Eu como os brotos de feijão quando as raizes chegam a +ou- 2cm e as folhas apontarem. Se passarem desse ponto eles já perdem muitos nutrientes.
Essa sua dica é muito boa, eles ficam uma delíca mesmo!

Inté!

talita_zanin disse...

oi neco, estou entrando nessa de cultivar brotos... comecei com a lentilha e ja faz uns 2 dias que surgiram uma pequenas folhinhas, achu q ainda posso come-las né????... e akele restinho da semente que fica em baixo? tenho que rancá-las???

obrigada

Neco Torquato Villela disse...

Oi Talita,

Q bom q entrou nessa!
Assim q aparecer o "narizinho" da lentilha vc já pode consumi-la. Se vc gostar dela maior, basta esperar aparecer as folhinhas e comer.
O restinho de sementes são as cascas, correto? Se for, vc tem que tirar pois ela tem muita celulose e é um pouco indigesta. Mais não precisa tirar TUDO! Pode deixar um pouco.

Inté!

Ana Gurgel disse...

Oi Neco,

Sua orientação é DEZ!!!! Já fiz broto de alfafa e de rabanete... o próximo é de mungo!!! Valeu, cara!!!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Ana,

Q bom q vc gostou!!!
Se precisar de ajuda, estamos aqui, certo!?

Inté!

Midory disse...

oi neco! cara, achei bem legal mesmo esse post, só assim... moro em goiania e é bem difícil encontrar semente de broto por aqui... dai mandei um e-mail pra aquele e-mail q vc sugeriu, mas a resposta que obtive me deixou um pouco com o pé atras de comprar .... assim, a pessoa que me respondeu nao esclareceu os detalhes do envio, tal...
falou que o pagamento se daria mediante depósito bancário, e tal, mas não forneceu mais detalhe algum.. sem contar que no site, tb nao vejo essa opção,,
dai gostaria de saber se vc compra regularmente por lá

abraço!!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Midory,

Q bom q gostou do blog! Fico feliz!
Sobre a compra das sementes, eu sempre compro com a Elaine nesse email. Sempre fiz o pagamento antecipado e a encomenda sempre chegou sem nenhum problema.
Caso tenha receio ainda em comprar com eles, sei que em Brasília, acho que no Mundo Verde, tem sementes para brotos para vendar.

Boa sorte e inté!

Anônimo disse...

QUAL O E-MAIL DO ALFAVACA.COM.BR? QUERIA PEDIR SEMENTES PARA PRODUZIR BROTO EM CASA, OBRIGADA!

Neco Torquato Villela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lindaloren disse...

Olá! Resolvi cultivar meus brotos a partir de suas dicas, mas estou com uma dúvida. Assim que escolhi os grãos de linhaça e os lavei com agua quente para depois deixa-las de molho em água pura, eles soltaram uma "gosma" que esta dificil de tirar, mesmo após ter sido enxagado. Repeti o enxague 3 vezes e ainda aquela gosma não saiu, ou seja, as sementes estão enxarcadas. Oq eu faço? é normal? Abraços!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Lindaloren,

Para a sementes de linhaça germinarem bastam +ou- 24 horas de molho e vc pode consumi-las com a mucilagem mesmo.

Se não quiser consumir com a mucilagem, deixe-as de molho por 8 horas e então transfira-as para uma peneira ou coador e aguarde o período de germinação, molhando-as se necessário. Dessa maneira vc reduzirá bastante o muco que sai das sementes.

Caso queira consumir os brotos, o ideal é que vc coloque as sementes secas sobre a terra (em uma vasilha, por exemplo) e depois cubra-as com uma fina camada de terra. Dessa maneira estão prontas para consumo qdo estiverem com +ou- 4 cm.

Inté!

Anônimo disse...

gostaria de saber se quando compramos as sementes vem direitinho e qual quantidade vc aconselha para um teste primário e qual preço e como devo pedir ou seja como informo para comprar sementes de feijão. Adorei as dicas obrigadão vou estar em contato

Neco Torquato Villela disse...

Olá Anônimo,

Sempre compro desse pessoal e sempre chega certinho.

As sementes vc pode pedir mungo-verde (também conhecida como moyashi) e comprar uns 100 gramas que já da para fazer um teste.

Qto ao preço, mande um e-mail para os fornecedores para saber qual é o valor do mesmo.

Inté!

Anônimo disse...

GOSTARIA QUE SOUBESSE QUE É UM PRAZER LER AS DICAS DADAS AQUI MUITO OBRIGADO POR TODAS ELAS VC É DEZ...

Anônimo disse...

gostaria de agradecer as dicas. ja to testando... por favor as sementes de moyashi são verdinhas. obrigadão.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Anônimos,

Valeu pelo incentivo, é por isso que estou aqui! Obrigado!

As sementes de moyashi são verdinhas sim!

Inté!

Gabriel disse...

Olá
Bem , eu queria saber se depois do enxague depois do molho de 12 horas tem q deixar inclinado ate brotar e chegar a hora de comer?

(vou começar a fazer brotos de feijao)

PS:esperimentei em um restaurante e gostei entao resolvi ver no PC se tinha um site q ensinasse como fazer !!!
E axei

espero q alguem me responda

Neco Torquato Villela disse...

Olá Gabriel,

É isso mesmo! Vc deixa o vidro inclinado e vai enxaguando até brotar.

Inté!

Luciene Campos disse...

Neco,
Mto obrigada pelas informações! Hj fiz minha primeira colheita e ja experimentei todos... alfafa, repolho, rabanete, trevo, moyashi. Comecei pesquisando, tentando encontrar uma opçao de renda p sitio da minha cunhada e encontrei vc com suas dicas fantasticas e rapidinho resolvi aderir ao mundo dos brotos, não só p consumo, mas tbem como fonte de renda. Na proxima semana ja começo fazer minhas primeiras entregas. Vc nao imagina o qto isso é importante p mim... Mto... mto obrigada mesmo!
Abraços

Neco Torquato Villela disse...

Oi Luciene,

Fico muito feliz em pode ajudar!

O mais legal dos brotos é que, em pequenos espaços, vc pode faze-los para consumo próprio ou mesmo como alternativa de renda.

Inté!

Iara Suzana disse...

PUXA...DEPOIS DE PROCURAR TANTO PELA INTERNET ENCONTREI ALGUÉM QUE TEM TAMBÉM O FAMOSO LIVRO DO DR. CLEMENTE !! lEGAL...EU JÁ HAVIA VISTO ESTA TÉCNICA NO LIVRO E ADOREI E AGORA VEJO-A AQUI NO SEU BLOG...VAMOS FAZER BROTOS...VISITE TAMBÉM O MEU BLOG: http://www.iarasuzanablospot.com e veja o que eu faço além de mexer com as lindas plantinhas...
legal, valeu!

Anônimo disse...

olá me chamo Jane,sou estudante de Nutrição e achei muito interessante a sua esperência sobre brotos germinados e muito rico e nutritivo também;não tinha esse conhecimento,quero te agradecer por essa tão valiosa informação.Gostaria também de passar cultiva-los em casa para consumo próprio, moro em apartamento e gostaria de saber se depois dele ser germinado em vidro posso passa-lo para um vaso c/ terra, e em qtos centímetros de crescimento posso colhe-los.Onde moro consigo feijão fradinho verde fresco plantados sem agrotóxico,posso usa-lo para inicio do esperimento?

Neco Torquato Villela disse...

Oi Jane

Q bom q vc gostou do blog! Fico feliz em pode ajudar!
Qto as brotos, assim q aparecerem os "narizinhos" vc pode passar as sementes para a terra (para feijões não precisa passar para o vaso). Já para come-las, colhe-se entre 5 a 10 cm, dependendo do tipo da semente q vc está usando. Seria bom vc fazer uns teste com as semente q vc vai usar, já q o crescimento é muito rápido.
Qto ao feijão fradinho, ele não é recomendado para fazer brotos. Os únicos feijões que se usam são o mungo-verde e o azuki.

Inté!

Evandro Candeia disse...

Gostaria de saber onde encontrar sementes de trigo, porque ja liguei em varios lugares que trabalham com sementes e não consegui encontrar, você pode me dar uma dica e qual o procedimento para fazer broto de linhaça.

Neco Torquato Villela disse...

olá Evandro,

Vc encontra sementes de trigo fácilmente em supermercados ou em lojas que vendem produtos naturais.

Inté!

Leonardo disse...

Olá Neco! Maravilhoso seu artigo. Quero pedir permissão para publicá-lo em meu blog (jardineiromaluco.wordpress.com). Um abraço. Leonardo.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Leonardo,

Pode sim, mais por gentileza cite o meu blog como fonte do artigo.

Inté!

Aolibama disse...

Olá Neco,
fiz uma experiência com semente de trigo para aprender o cultivo de brotos. Gosto muito e na minha região não encontro para comprar. Nem todos os grãos brotaram gostaria de saber porque,se os grãos poderiam estar velhos ou se o espaço não era adequdao. Qual a proporção do vidro para a quantidade de sementes? Posso cultivar em recipientes de plástico também ou não?
Luciana

Neco Torquato Villela disse...

olá Aolibama,

Provavelmente o trigo estava velho, pois mesmo que o espaço seja pouco eles costumam brotar.
Qual a proporção do vidro para a quantidade de sementes varia de semente para semente e também pelo tamanho do vidro. Vc vai ter q ir fazendo experiencias por aí para ver o q vai dar.
Pode-se usar recipientes de plástico também, mais eles são mais sucetíveis a guardarem fungos em micro-fissuras e por isso tem q ser bem desinfetados antes e após o uso.
Boa sorte e inté!

Anônimo disse...

Olá!

Gostaria de saber onde compro sementes confiáveis? Sou de Porto Alere e amo comer brotos e plantar temperos em casa. Abçs
Se quiser pode meenviar a resposta para mennet@terra.com.br

Leni Akemi disse...

Olá Neco,comprei as sementes de mungo verde numa loja da Liberdade em São Paulo,coloquei prá germinar e tudo deu certo mas as sementes ficaram rosadas depois que perderam as cascas.Quando eu compro Moyashi, não são rosadas. É normal, posso comer assim mesmo? Na embalagem diz que o produto é importado da China.Abraços.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Leni,

Algumas sementes ficam assim mesmo. Pode comer sem medo!

Inté!

Leni Akemi disse...

Obrigada, Neco!
Vc é maravilhoso postando as suas "receitas", fruto de muito trabalho e experiencias.
Entrou um mosquitinho no vidro do broto germinado, então fervi água e joguei por cima, aí os brotos ficaram arroxeados. Vamos comer assim mesmo!
Abraços.

Anônimo disse...

Pretendo germinar côco. Como devo proceder?

Anônimo disse...

Pretendo germinar côco. Como proceder?

Neco Torquato Villela disse...

olá Anônimo,

Coco é um negócio meio complicado de germinar pois vc tem q ter um coco bem maduro, com +ou- 10 meses de maturação, colhido no pé e não os caídos no chão.
Conseguido esse coco vc deve cobri-lo com 2/3 de sua altura com terra, deixando os "olhos" do coco para baixo, com a inserção do cacho para cima. Cobre-se o resto do coco com serragem. O coco irá germinar entre 35 e 60 dias.
Caso ele não germine em até 120 dias descarte e tente com outro.

Boa sorte e inté!

Maria Inês disse...

Olá,
Gostaria de saber onde adquirir (via internet) sementes para brotos. Meu e-mail: inesmiz@gmail.com. Obrigada

Raquel Finato disse...

bah loko ... te respeitei... alem de tudo ainda ajuda a cultiver outras coisas :) meus parabens pelo site e foi de muita ajuda mesmo, minha linhaça nao tava dando certo depois das dicas acho que vai dar. valeu

Raquel Rio Grande RS

Raquel Finato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lena Rodriguez disse...

Grata Neco por toda essa informação... Fui procurar por germinação de broto e me deparei com seu blog. Estou morando há 9 meses no sul de Minas, a 1600mt de altitude, montanhas-Monte Verde, temo pela germinação pelo clima frio que se tem aqui, mas vou tentar mesmo assim.
Um abraço,
Lena Rodriguez
www.cuidebemdevoce.com

Neco Torquato Villela disse...

Oi Lena,

Estou a 90 Km de vc, em Sta Rita do Sapucaí. Tenho temperatura baixa no inverno também, chegando a -1ºC em alguns anos, e nunca tive problema com a germinação das sementes, pois as faço dentro de casa.
Vá em frente e se tiver algum problema me diga que veremos o q fazer.

Inté!

Lena Rodriguez disse...

Bom dia Neco, que notícia boa ai onde vc mora ter temperatura baixa tbm... Sou apenas uma iniciante e que ainda nem iniciou na "arte dos brotos", mas com um professor cheio de boa vontade como vc será mto bom! Vou providenciar sementes orgânicas como vc recomenda e vou iniciar isto que já tenho interêsse há um bom tempo e este ar e água daqui propicia. Grata Neco pela disponibilidade. Um grande abraço!

Lena Rodriguez disse...

Oi Neco, tomei a liberdade de compartilhar esse tópico maravilhoso no Facebook. Um gde abraço,

Anônimo disse...

Ma.José: comecei fazer errado e resolvi garimpar:fantástico! Muito obrigada pela receita.Valeu...

Jose Rene disse...

Boa Noite: Sr Neco é louvável a sua paciencia. Não tenho nada a acrecentar,
pois já foi dito tudo. Só digo OBRIGADO e
OBRIGADO,São Poucos que dispõe o seu tempo ao próximo.Eu já ha algum tempo procurava e sem sucesso algo tão bom.
Sem mais Grato.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Jose Rene,

São elogios como os seus que me motiva a continuar respondendo e postando aqui nesse blog.

Obrigado!

Anônimo disse...

posso fazer a germinação do feijao mungo na terra?

Neco Torquato Villela disse...

Olá,

Se for para colher as sementes, sim.
Já se for usar os brotos para alimentação, é mais rápido, fácil e prático fazer a germinação em um vidro ou em uma peneira.

Inté!

Anônimo disse...

olá, após MUITO pesquisar encontrei o seu post, o MELHOR até agora! gostei muito que foi o único lugar que INDICOU onde comprar SEMENTES (afinal é o MÍNIMO necessário para começar)! Eu já estava até pensando que era PROIBIDO comprar SEMENTES!!!

Neco Torquato Villela disse...

Olá amigo,

Obrigado pelos elogios!
Realmente, parece que tem um "cartel" que mostra como fazer, mas não onde adquirir as sementes.
Em breve venderei sementes da minha produção também, aguarde!

Inté!

Noeli Machado Consalter disse...

boa tarde,era isso que eu procurava muito obrigado vou fazer essa tecnica,quando tiver novidade me mande.obrigado

Neco Torquato Villela disse...

Oi Noeli,

Volte sempre!

Cristina disse...

Neco,
sou aqui do RS, posso cultivar brotos do feijão preto?

obrigada!
Cristina.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Cristina,

Sim pode germinar o feijão preto sem problema. Mas ele NÃO deve ser consumido bem no início da germinação e cru. Vc deve ferventa-lo bem antes de consumi-lo, pois cru ele chega a ser tóxico para algumas pessoas.

Inté!

Cristina disse...

Muito obrigada!!!

seu blog é show de bola, parabéns!!!

um abraço.

Arnaldo Amaral disse...

Olá amigo, muito boas as tuas dicas para produzir brotos. Eu acrescentaria que o ideal seria faze-los com sementes orgânicas. Abraço. Arnaldo Amaral

Neco Torquato Villela disse...

Olá Arnaldo,

Obrigado pelo apoio!

Essa dica de sementes orgânicas já está no artigo. Veja no 1o parágrafo do ítem 4.

Inté!

Julia disse...

Olá,não consigo fazer broto de girassol. No inicio eles ficam com uma coloração escura e depois um cheiro estranho e depois aparecem bichinhos e formigas. Estou lavando 3X ao dia e só estou conseguindo as sementes germinadas. O que faço?

Neco Torquato Villela disse...

Oi Julia,

Essa coloração escura geralmente é mofo. Para o problema dos mofo existem 3 possibilidades:
- as sementes que vc está usando estão contaminadas com fungos. Solução: então experimente trocar de fornecedor;
- os utensílios (vidros, colheres, etc) e o substrato que vc está usando estão contamiados com fungos. Solução: lave bem os utensílios com cloro e troque o substrato para um de outra marca;
- não sei em que região do pais vc mora, mas aqui no sudeste está chovendo muito por esses dias, então, como o ar já está bastante úmido e quente, não há necessidade de enchaguar as sementes 3x ao dia. Experimente 2x por dia e coloca-las para brotar em um local bem ventilado.

Já qto as formigas, elas devem estar sendo atraidas por esse mofo. Caso vc consiga controlar o mofo e as formigas ainda atacarem seus brotos, vc pode cobrir a caixa onde está brotando as sementes com um filo.

Qqr coisa, entre em contato.

Inté!

margarete disse...

Neco, assim como os colegas acima gostei muito do seu blog, do seu jeito fácil e completo de explicar! agora, veja só... eu não sei se posso perguntar sobre o pão feito do trigo germinado... eu adoro germinados, mas queria fazer "algo" com eles... é q a massa estava grudenta, por isso ficou grudada na parede do liquidificador, (foi um terror para bater aquilo no liquidificador!), não sei se foi suficientemente moído. Não consegui tb o ponto ideal do forno, ficou uma verdadeira "capa" por fora do pãozinho... Eu vi várias vezes os videos do dr. ALberto, mas o pão q ele faz parece diferente... não é grudento...
abraços!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Margarete,

Vez ou outra faço pão de trigo germinado. Não bato a semente no liquidificador, pois ela fica realmente muito grudenta. Eu passo as sementes em um moedor de carnes por 3 vezes e o pãozinho fica muito bom. Depois de moido, eu desidrato no sol, pois no forno costuma ficar duro demais.

Inté!

margarete disse...

é... eu fiz o q vc sugeriu para retirar a casca do trigo mas... não saiu nenhuma! o pior é q eu tenho intolerância a integrais (arroz, trigo), e achei q conseguiria finalmente comer um pão inteiro! Bem, me conte o q acha, e me dê tb sugestões de temperos salgados e doces, pra ver se eu salvo esta "fornada"! brigadão"

Neco Torquato Villela disse...

Oi Margarete,,

Infelizmente é muito difícil retirar a casca dos cereais em geral, principalmente o trigo, a não ser por processos industriais.

Eu faço "pão" com trigo germinado, com casca e tudo, o chamado pão essênico. Passo os grãos duas ou três vezes em um moedor de carnes, misturado com tomate, orégano ou outro tempero qualquer, moldo e desidrato-o ao sol.

Inté!

Arnaldo... Gaúcho, tche! disse...

Com permission do amigo, gostaria de colocar algumas curiosidades pertinentes ao assunto, por exemplo: v. sabia que brotos de alfafa são os campeões mundiais de clorofila e que os de rabanete têm mais cálcio e fósforo que o leite e quatro vezes mais magnésio que o leite e ovos?... é, vale a pena!

donthiago disse...

Olá Neco, parabéns pelo Blog mto bom. Gostaria de saber onde conseguir as sementes para começar a produção. Enviei email para o itapua@alfafa.com.br mas não obtive resposta. Você indica outro fornecedor? Agradeço a atenção.

Neco Torquato Villela disse...

DonThiago,

Esperimente alfafa@alfafa.com.br. Da última vez que comprei, usei esse email.

Boa sorte e inté!

donthiago disse...

eita Neco, segui teu conselho mas os emails que envio para alfafa@alfafa.com.br estão retornando.

Neco Torquato Villela disse...

Rapaz agora só sobrou o telefone da empresa. Veja em http://www.alfafa.com.br/.

Inté!

Beto Samu disse...

olá Neco
onde eu posso encontrar sementes de mungo-verde e alfafa para os brotos?

Beto Samu disse...

completando... queria comprar as sementes em são paulo ou campinas.
valeu.

Mari disse...

Adorei !!!muito bom ,vc ja germinou broto de brocolis?

Neco Torquato Villela disse...

Beto, sementes para germinar em SP vc encontra na Sementes Sakama, na av. Imp. Leopoldina.

Mari, obrigado pela força! Já germinei sementes de brócolis sim, elas ficam muito boas, apesar do cheirinho de enxofre que exalam qdo estão fermentando.

Inté!

Vida Simples Ateliê disse...

Olá Neco, gostei demais das dicas!!! So
Participo de uma feira orgânica aqui no sul de minas, e estou muito impressionada com as possibilidades da alimentação viva!!! Alguns amigos que já produzem germinados de trigo me falaram de para fazer sucos verdes que a absorção é maior?
Qual a proporção temos ingerir para ter o valor nutricional de uma refeição?? pra fazer uma refeição em nivéis nutricionais para uma criança? Quero muito introduzir este hábito em nossas vidas! Muito agradecida .
Vida Simples Ateliê

Neco Torquato Villela disse...

Olá Mariana,

Sou de Sta Rita do Sapucaí, pertinho de vc aí em Gonçalves.

Se vc se refere ao suco de grama de trigo puro - ou qualquer outro suco de gramínea puro - ele é muito concentrado e deve ser tomado, preferencialmente, com o estomago vazio. As recomendações que conheço é que se comece com 30 mls diários, evoluindo para, no máximo, 60 mls no prazo de 2 semanas. Chegando aos 60 ml, dividir a dose em duas sendo 30 mls de manhã, ao acordar e 30 mls pela tarde, sempre com o estomago vazio. Após tomar o suco, aguarde 30 minutos para ingerir qqr outro alimento. O sabor desses sucos puros de gramíneas não são muito agradáveis, por isso, penso q para criança ingeri-los seja um pouco complicado.

Agora se vc estiver falando do suco de luz, ou suco verde, esse vc pode consumir em doses maiores e, dependendo do que vc coloca no suco, as crianças vão adorar. Este suco também deve ser tomado pela manhã, em jejum, e aguardar 30 minutos para ingerir outro alimento. Ele pode ser tomado ao longo do dia também, sempre em jejum.

Não sei te responder se esses sucos têm o valor nutricional de uma refeição, mas creio que podem chegar perto, principalmente o suco de luz, pela quantidade de ingredientes que ele contém. Seria bom vc entrar em contato com o Dr Alberto Gonzalez, do projeto Oficina da Semente, ou com a Dra. Ana Maria Branco, do projeto BioChip da FioCruz. Certamente eles poderão te ajudar.

Aproveitando o contato, onde é essa feira orgânica que vc participa? É aí em Gonçalves mesmo? Qdo ela acontece?

Inté!

Ane disse...

Ola, muito obrigada pelas explicacoes! Tenho uma duvida, eh a primeira vez q faco brotos. O de trigo parece ter `pelinhos`, isso eh mofo? Nao apresenta mau cheiro nem gosto estranho, mas desconfiei. Obrigada!

Ane disse...

Ola, obrigada pelas explicacoes. Eh a primeira vez que estou cultivando brotos. O de trigo esta com `pelinhos`. Nao apresenta mau cheiro nem gosto estranho. Isso pode ser mofo?

Neco Torquato Villela disse...

Olá Ane,

Se os pelinhos forem na raiz, tudo bem. Já se forem na casca, aí é melhor descartar.

IntÉ

___________Pepas +) disse...

Olá!
Gostamos muito do seu blog.
Já fizemos a experiência com os brotos e deu certo.
Gostaríamos de colocar uma postagem sobre os brotos e linka-la para o teu blog,o que achas?
Já somos teus seguidores e já te adicionamos como blog amigo, dê uma passada para conferir.
Abs
Pepas - ÂNCORArte Reciclando Ideias
http://ancorarteds.blogspot.com.br/

Neco Torquato Villela disse...

Olá Pepas,

Desde que vc cite a fonte, sem problema.

Inté!

Marta disse...

Olá. Parabéns.
Por favor, você conhece algum produtor que esteja em atividade para que eu possa entrar em contato? Tenho bastante material informativo e curso sobre as técnicas, porém nada como a prática na produção comercial. Desde já obrigada. Marta

Neco Torquato Villela disse...

Oi Marta,

Pior que não conheço ninguem que produza broto comercialmente para te passar.

Se eu descobrir alguem, eu te informo.

Inté!

Ligia Protti disse...

Oi, Neco,
é uma maravilha existirem pessoas como você que divulgam esttas formas de alimentação. Tb sou adepta das sementes germinadas, pois bebo o suco de luz, mas até então não estava conseguindo encontrar muitas opções de sementes sem agrotóxicos, até porque muitas vezes compro até em loja de ração para animais. Vc citou um site/email para comprar sementes com a Elaine, acho que é do Paraná..poderia me passar o site/email?

Gratidão.

beijo

Neco Torquato Villela disse...

Oi Ligia,

Q bom q vc gostou do blog! Fico feliz por isso!
Tbém sou adepto do suco verde, só que, ultimamente, não tenho tomado com frequencia.
Os emails para comprar as sementes são: itapua@alfafa.com.br ou alfafa@alfafa.com.br

Boa sorte e inté!

Ligia Protti disse...

Gratidão pelas informaçoes, Neco! Já enviei email pra eles, estou aguardando o retorno.

Depois de ler teu blog decidi que nao ia mais colocar pra germinar semente intoxicada e comprei sementes de girassol orgânicas sem casca (do Sítio Moinho) pra tentar germinar. Já ficaram de molho 8h e passaram o dia ao ar com os enxagues e até agora nada, ou está bem lento mesmo que quase não dá pra ver. Será que por serem sem casca não irão germinar? O outro experimento tb influenciado pelo teu blog está sendo tentar fazer os brotos de feijão azuki e daquele outro, o verdinho, esqueci o nome. Pois é, fiz o que mandou , selecionei bem as sementes e acabou que juntei os dois tipos no mesmo pote (é um pote grande, desses de azeitonas). O resultado até agora, de um pouco mais de 24h contando com o período de molho, é que só os grãos do feijão verdinho apontaram o crescimento, os do feijão azuki nem deram pinta. Vou deixar rolar pra ver. Estou curiosa pra comer os brotos, nunca comi broto de feijão azuki e nem do verdinho. Depois de um tempo, quando a coifa estiver maior, é melhor eu colocar numa vasilha aberta, tipo uma bandeja com terra, e colocar no sol pro broto crescer melhor? Ou não precisa, eles crescem no vidro numa boa?

beijo

Ane disse...

Semente de girassol sem casca germina somente na agua.

Ligia Protti disse...

Oi Ane,
mas já cheguei a ler que se a casca foi retirada mecanicamente então não grmina, é isso mesmo? as daqui de casa são do sítio do moinho, orgânicas, caras as bichinas, e não germinaram. bom, fiz 8h de água e depois ar, enxaguando 2x/dia. elas ficaram escuras e com mau cheiro. o que vc recomenda? deixar s´´o na água? 12h?
obrigada!

Ligia Protti disse...

Neco, desculpe o incômodo, mas me dá um help. meus feijões azuki e mungo-verde, depois de alguns já terem germinado há 24h quase, resolvi retirar os que não haviam germinado e eram muitos, acho que metade do pote, isso é normal? porque eu tb fiz uma coisa que não sei se pode...misturei os dois tipos de feijões no mesmo pote...o que acha? e agora algumas raízes estão um pouco escuras, o que faço?
obrigada!

Neco Torquato Villela disse...

Oi Ligia,

Desculpe a demora! Estou de férias e não havia acessado a internet desde a semana passada.

O ideal é vc germinar cada tipo de semente separadamente, pois as sementes possuem, como ferramenta de sobrevivência, fatores q podem retardar/evitar e/ou prejudicar a germinação de outras espécies. As raízes pretas devem ser resultado desses fatores.

Os grãos verdinhos são os do feijão mungo-verde, ou moyashi. Eles germinam muito depressa mesmo. Já o azuki, pode demorar até 72h para apontar o narizinho.

Se mais da metade das sementes não germinaram após 3 dias do molho, significa que as sementes são velhas e não é bom consumi-las.

Se a maioria germinar, deixe para tirar as que não germinaram na hora q for separar os brotos das cascas.


A semente de girassol descascada não germina. Ela apenas abre depois de +ou- 6 horas de molho. Alguns pesquisadores dizem que assim q elas abrem, já estão no ponto para serem consumidas. Mas penso que o ideal é usar a semente com casca, o q garante uma germinação perfeita a visível.


Inté!

Ane disse...

Se elas estao assim eh porque apodreceram. Tem uma explicacao otima neste video: http://www.youtube.com/watch?v=GvKHTzkbP6o

O Neco explica muita coisa boa no blog, aprendo muito e recomendo que fique sempre de olho nas novidades que ele posta ;-D

Neco Torquato Villela disse...

Completando o q eu disse Lígia, essa fantástica dica da Ane! E se apodreceram ou foi por excesso de umidade, ou por má qualidade das sementes, ou por antagonismo entre as variedades das sementes q vc colocou juntas para germinas, ou por ação de fungos, ou ainda por uma combinação desses fatores.

O q recomendo para vc é começar a germinar apenas uma variedade de sementes, seja de mungo-verde ou outra qqr, e ir dosando o enxágue para menos e ver se as raízes continuam ficam pretas. Com o tempo vc pega o jeito e fica fácil germinas sementes em casa.

Obrigado Ane pela força aqui!

Inté!

Ligia Protti disse...

Queridos Neco e Ane, sou muito grata pela atenção de vocês! Realmente, é minha primeira experiência de brotos, até então só germinava pra bater no suco de luz, e já descobri muita coisa pra uma próxima vez! Uma coisa é certa: as cascas do mungo-verde são muito mais fáceis de soltar do que as do azuki, da próxima vez vou direto no mungo-verde! E isso de misturar os dois tipos de feijão, realmente, acabei esquecendo dos mecanismos de defesa entre uma espécie e outra. Valeu pela dica, Neco! Mesmo assim, consegui salvar a maioria, ficaram lindos, até com folinha e, agora, eles já com a raiz de +- 2cm, guardei-os na geladeira pra comer na salada de amanhã! A próxima experiência será com o broto de lentilha. Já estão no ar!

Neco e Ane, gratidão pelo apoio!
Venho depois compartilhar!
beijos

P.S1: Ane, vou assistir o vídeo que enviou e tentar a história com as de girassol sem casca, afinal tem um vidro inteiro aqui em casa.
P.S2: Neco, que tuas férias sejam maravilhosas!

Gratidão, mais uma vez.

Ligia Protti disse...

Ane!!! Esse vídeo com a Jane é maravilhoso! Obrigada pela dica! Vou repassar aqui pra quem quiser:
http://www.youtube.com/watch?v=GvKHTzkbP6o

beijo

Neco Torquato Villela disse...

Ligia,

Conte comigo sempre que achar necessário.

Inté!

Ane disse...

Brotos de lentilha sao faceis de fazer. Mas quanto ao sabor, eh preciso ir se acostumando, ja que o gosto eh bem forte. Acredito que com algum molho, tipo mostarda e mel deva ficar bem gostoso. Tambem vale jogar um punhado de brotos por cima da salada... vai camuflando ate assimilar o sabor. Vou tentar a mistura e posto aqui o resultado. Se alguem ai tiver uma dica, passa pra gente a receita! hehe Ja os germinados de girassol sao tao gostosinhos que como puros!!! =D Os de trigo o Neco me deu uma orientacao bem bacana sobre a ``situacao`` que ficavam. Eu estava fazendo errado e acabava dando fungo. Muito util aprender a germinar, pois nosso organismo merece um alivio de tanto corante, conservante e sabores de ``mentira``.

Cristian J. Franck disse...

Bom dia Neco, tudo bem?
Usei suas dicas e estou produzindo meu primeiro "lote" de brotos de alfafa!
Fiquei com uma duvida, devo deixar os brotos enrolados no escuro todo o ciclo ou a partir do momento que eles estiverem crescendo posso deixa-los na luz?
Parabéns pelo blog!
Abraço Cristian J. Franck

Neco Torquato Villela disse...

Olá Cristian,

Obrigado pela força.
O ideal é q vc deixe os brotos crescerem no escuro e só no último dia de germinação vc deixá-los "ver" a luz. Assim eles gastaram menos energia com a fotossíntese e serão mais nutritivos.

Inté!

Marly disse...

Muito bom esse blog. Parabéns! Gostaria de saber se a gente pode comer os brotos de soja junto com as sementes? Não faz mal, já que a soja está crua?
Obrigada

Ane disse...

Pelo que sei, so da verde! A branca ja tentei e ficam 'podres'.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Marly,

Como a Ane disse aí em cima, a verde é fácil fazer. Já da branca vc tem q ter sorte com a semente, pois elas apodrecem muito fácil.

Boa sorte e inté!

Mariana disse...

Me lembro que de criança, na escola, sempre tínhamos que fazer germinações.
Nunca cultivei nada na minha casa, mas costumo pedir delivery de comida dum lugar organico onde eles cultivam suas próprias verduras.

Neco Torquato Villela disse...

Oi Mariana,

O processo é parecido com esse do feijão da escola: vc precisa manter a umidade da semente, sem excesso, para q ela germine e libere todo o seu potencial. É muito simples! Não custa tentar por aí!

Inté!

Andrea Zanoto disse...

Olá Neco ,você poderia me indicar um vendedor,site ou lojaque venda sementes de rabanete e beterraba sem agrotóxico??
Grata,Andrea!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Andrea

Vc encontra sementes orgânicas de rabanete e beterraba com o pessoal da Bionatur (http://www.bionatur.com.br/) ou então da Sementes Sakama (http://www.sementesakama.com.br/).

Boa sorte e inté!

Andrea Zanoto disse...

EEE,Obrigada!Achei que o Blog estava desativado!!!Valeu!

Luciana disse...

Olá Neco,meu nome é Luciana amei seu blog, bastante explicativo, mas tenho um problema, adoro brotos principalmente o de alfafa mas aqui em brasília é muito caro, tenho imunidade muito baixa, então estou dando uma mudada nos hábitos alimentares pra ver se melhora, moro em apartamento mas mesmo assim cultivo minha horta orgânica, apesar de vc ter postado pra outra pessoa que na loja mundo verde tem sementes eu liguei lá e eles disseram que não tem, por favor me mande alguns links, desde já agradeço.

Luciana disse...

Olá Neco,meu nome é Luciana amei seu blog, bastante explicativo, mas tenho um problema, adoro brotos principalmente o de alfafa mas aqui em brasília é muito caro, tenho imunidade muito baixa, então estou dando uma mudada nos hábitos alimentares pra ver se melhora, moro em apartamento mas mesmo assim cultivo minha horta orgânica, apesar de vc ter postado pra outra pessoa que na loja mundo verde tem sementes eu liguei lá e eles disseram que não tem, por favor me mande alguns links, desde já agradeço.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Luciana,

Vc pode entrar em contato com a Embrapa Hortalisas, que fica ai em Brasília e solicitar informações de onde conseguir sementes orgânicas aí no DF. O email deles é sac@cnph.embrapa.br e o fone 3385-9000.

Boa sorte e inté!

YuriBSB disse...

AMIGO - sabe se para fazer misso de lentilhas ou de grao de bico é necessario cozinha-loes para fazer pasta, ou ha outras 'saidas'???

Neco Torquato Villela disse...

Caro YuriBSB,

Não sou especialista em miso, porém conheço alguem que conhece tudo: Marisa Ono (http://marisaono.com). Pergunte a ela que certamente terá uma resposta.

Inté!

Anônimo disse...

Olá Neco tudo bem? Será que você pode me informar onde compro sementes de boa procedência preferencialmente de origem orgânica? Por favor não deixe de me avisar tá. Abraço forte.
email: eliresrosa@yahoo.com.br

Neco Torquato Villela disse...

Olá eliresrosa,

Vc encontra na região da Av Mercúrio, em São Paulo, como Casa de Sharon, Cerealista Helena, etc... No Rio de Janeiro vc pode procurar as lojas da Casa Pedro. Vc também pode comprar pela internet pelos site: www.agmax.com.br ou www.sementesakama.com.br

Inté!

Gal disse...

Estou começando minha produção de brotos em casa e para o próprio consumo. Agradeço as informações e se possivel me informe onde posso comprar sementes orgânicas. Um abraço,
Gal

Neco Torquato Villela disse...

Olá Gal,

Vc encontra sementes para germinar na região da Av Mercúrio, em São Paulo, como na Casa de Sharon, Cerealista Helena, etc... No Rio de Janeiro vc pode procurar as lojas da Casa Pedro. Vc também pode comprar pela internet pelos site: www.agmax.com.br ou www.sementesakama.com.br

Inté!

Jeanette disse...

Olá, adorei o jeito como explicou para se cultivar brotos.

Poderia me ensianr a construir um germinário caseiro?

Pretendo instala-lo num pequeno recinto, e fazer tanto para uso pessoal , quanto para comercializar, ter rendimento extra.

Obrigada pela ajuda.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Jeanette

O CPT tem um vídeo chamado "Curso Produção de Brotos Comestíveis" que ensina o que vc precisa.

Inté!

Ferdinando Cabral disse...

Parabéns pela postagem, mas sugiro colocar foto dos seus brotos. Abçs.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Ferdinando,

Grato pela visita e pela dica!

Inté!

MASTER disse...

Olá Neco,estou iniciando nesse universo dos alimentos vivos,e aqui encontrei uma fonte preciosa e confiável.
Quero parabenizar a todos que fazem desse espaço,um oásis de dúvidas, sabedoria e respeito.

Neco Torquato Villela disse...

Olá Master,

Agradeço pelo seu reconhecimento!
É por isso que sigo motivado a disseminar essas informações!

Inté!

Diego disse...

Achei muito interessante a maneira como vc ajudou de um modo geral todas as pessoas no blog. Sou de Santa Catarina e tenho interesse em adquirir sementes de Alfafa e feijão moyashi. Qual o contato mais próximo da minha região, queria alguns quilos para fazer testes em escala. Desde já, Obrigado!

Neco Torquato Villela disse...

Olá Diego,

O pessoal mais próximo de você, com melhor preço, que eu conheço é de Cambaré - PR, www.alfafa.com.br. Porém, já a algum tempo, tento entrar em contato com eles e não tenho retorno. Do contrário, vc consegue sementes com o pessoal da AGmax (www.agmax.com.br) que tem escritório em Sta Catarina.

Inté!

Unknown disse...

Bom dia. Já fiz germinação de lentilha. Agora comecei do arroz integral e do feijão azuki.O arroz estou reparando que está demorando para germinar já vai fazer dois dias que comecei o processo, e às vezes quando pego o pote e cheiro o filo tem aquele cheiro de quando ele está azedando, só acaba quando eu jogo agua novamente e escorro. O feijão azuki quando cheiro o filó tem um cheiro também meio azedo, não sei se são as cascas que ainda tem muita no pote, e quando o molho o cheiro desaparece, tem uns grãos já germinados que estão escurecidos, o que pode ser isso?

Neco Torquato Villela disse...

Olá,

O arroz integral/normal, sem casca, não germina. Ele só germina com a casca, porém, é muito difícil consumi-lo. Algumas pessoas costumam deixar o arroz integral de molho, por 8 horas, e depois deixá-lo + 16 horas úmido, como se fosse germiná-lo, e então consomem assim.
Já o feijão azuki, depois que eles começarem a germinar, vc deve transferi-lo para um escorredor de macarrão e terminar a germinação nessa escorredor.

Inté!

silvia muller becerra disse...

Primeiramente, parabéns pelo blog. Notável sua paixão e dedicação. Moro atualmente em joão pessoa - Paraíba. Gosto muito, mas para adquirir sementes orgânicas, não tem fornecedores. Quero fazer a brotação em casa. Você saberia me indicar fornecedor de semente? Dese já te agradeço.

silvia muller becerra disse...

Neco, depois de postar vi a dica no post de cima (www.agmax.com.br). Vou tentar contato com eles. Obrigada. Também já comprei com o pessoal do www.alfafa, mas queria uma diversidade maior. Na época somente tinha alfafa. Você já comprou alguma semente pelo ebay? Obrigada, valeu.

silvia muller becerra disse...

Neco, você conhece o produto Victorio VKP1014 4-Tray Kitchen Seed Sprouter ??
Tem vídeo dele no youtube, explicando como usar; é pra fazer a brotação. Será que é bom??

silvia muller becerra disse...

Lendo os posts e os teus comentários, vi esse ai:

Eu faço "pão" com trigo germinado, com casca e tudo, o chamado pão essênico. Passo os grãos duas ou três vezes em um moedor de carnes, misturado com tomate, orégano ou outro tempero qualquer, moldo e desidrato-o ao sol.

Dá pra você postar a receita direitinho, tanto do pão como o passo-a-passo da desidratação? por favoooooooorrr

Neco Torquato Villela disse...

Olá Silvia,

Eu nunca comprei sementes pelo ebay, pois a entrada de sementes importadas no Brasil é muito burocrática e não tão acessível para pessoas físicas.

Comprar esse produtos para fazer brotos em casa eu NÃO acho necessário, já q com alguns vidros vazios de palmito/azeitona vc consegue germinar as sementes. E com a ajuda de um escorredor de macarrão e um tupperware grande ou uma bandeja de plástico, vc consegue produzir brotos. Então, fica a seu critério comprar ou não esse Victorio VKP1014.

Não prometo fazer o vídeo sobre pão de trigo germinado para já, mas coloquei na lista de possibilidades, certo!?

Inté!